7.10.10

sopro do coração

Hoje espreitei para a janela do meu quarto que se encontrava com o vidro embaciado, por causa da chuva e escrevi lá o teu nome, como fazia com os meus amores da primária e depois disso fui transportada para um mundo completamente diferente. De repente comecei a ouvir risos de crianças, ouvi beijos ruidosos e vi bochechas gordas e vermelhas de vergonha, vi sorrisos inocentes de paixão, olhares cintilantes a apelar o amor, vi mãozinhas pequeninas a tocarem umas nas outras, ouvi a palavra "gosto muito de ti" ser dita pela primeira vez e parecendo que não: de pequenino, é que se troce o pepino.

1 comentário:

Sinceridade é o único requisito