20.6.17

Por inteiro, estou de volta

(fotografia da minha autoria)
Parece um cliché daqueles bem típicos dizer "ah, e tal, a vida tem sido complicada!", mas a verdade é que a vida até tem sido conduzida com leveza e serenidade, apesar destes últimos quatro meses de faculdade, deste segundo semestre, terem sido extremamente esgotantes. O que deveria ter sido distribuído por dois semestres, acabou por se concentrar num só, e aos trabalhos e frequências, às aulas que faltei para ficar a estudar, juntou-se o estágio. Tudo isto significou uma redução brutal de tempo para mim e para o que mais gosto. Admito que cheguei a por em causa o que tudo isto significava, na verdade, para mim. Desanimei, berrei, esperneei, esgotei. Porém, todos estes esforços, que às vezes nos roubam o brilho e a paixão, acabam por valer a pena. É com essa lição que renasço destes meses duros. Nós é que decidimos o que fazer com o que nos é oferecido. Acredita nisto, ao contrário do que te possam ter dito: se a vida te der limões, não és obrigada a fazer limonada, podes fazer outra coisa.
Quase quatro meses afastada deste meu refúgio, deste canto que é tão meu quanto vosso, como sabem, é também para vocês que escrevo, com o desconhecimento de algumas notas, e com um pé no terceiro ano, posso dizer: estou de volta, e como vocês merecem, por inteiro. 

27.2.17

Pleated midi skirt no Inverno, porque não?

Quem disse que não podíamos usar saias no Inverno? E quem disse que não podíamos deixar de lado os sapatinhos de cristal e usar ténis com as saias? Afinal de contas as princesas também se podem sentir confortáveis. Como eu adoro saias midi, principalmente se estas forem plissadas, hoje trago até vocês alguns looks de onde podem tirar alguma inspiração caso queiram usar uma com o tempo frio, que ainda vai durar mais um par de meses. 

24.2.17

Factos #17

Nem todos os dias são fáceis.

21.2.17

Um amor que me faz morrer, e viver de amor

Celebremos, o dia que conta hoje seis anos, somando muitas semanas, dias e horas. Somando muitos sorrisos, lágrimas, afecto, confiança, partilha e amor. E é de amor que hoje falo. Um amor impossível de medir em palavras, gestos, e memórias. Um amor que há seis anos atrás roubou a timidez dos meus olhos e aqueceu o meu corpo frio e nervoso. Um amor que penetrou este coração sonhador e o faz sorrir até hoje, que bate de forma compassada com o teu, que o abraçou. Um amor que é tão grande que faz as borboletas viverem eternamente. Um amor que nos faz querer desenhar mapas de hipóteses infinitas, com futuros cada vez mais próximos. Um amor que é nosso, único, brilhante e nosso. Um amor que eu sinto em cada parte de mim, que me faz sentir coisas que nem sabia existirem. Um amor que me faz acreditar que tudo é possível, quando nos entregamos de corpo e alma e sem reservas. Um amor, tão raro- tenho a maior sorte do mundo, por nos ter. Um amor que me faz morrer de amor, e acima de tudo, viver de amor.

10.2.17

6 hábitos para manter um cabelo saudável

Não sei se já disse por aqui o quanto adoro partilhar dicas e truques com vocês, mas se disse, repito. Desta vez decidi pegar nos cuidados que tenho com o meu cabelo e partilhar com vocês. São algumas dicas fáceis de se utilizar que podem adoptar na vossa rotina e sem gastos hiperbólicos.
  1. Lavar o cabelo poucas vezes, porque desgasta as fibras. Eu só o lavo três vezes por semana.
  2. Em vez de usar condicionador usar máscara. Irá dar uma maior hidratação ao cabelo.
  3. Se têm o cabelo encaracolado como o meu, usem um pente garfo de dentes largos para o pentear, ou não o penteiem de todo, isto irá permitir que o cabelo fique com o encaracolar natural, sem o frisar. *Esta dica é só caso o vosso cabelo não embarace facilmente.
  4. Recorrer o menos possível ao secador ou babyliss, visto que as temperaturas elevadas destes trazem riscos para o cabelo.
  5. Não prender o cabelo caso este esteja húmido, isto faz com que o cabelo não permita que as fibras cumpram o ciclo natural de limpeza e hidratação.
  6. Dormir com o cabelo preso, porque irá fazer com que ele cresça mais rápido.
Que hábitos é que vocês têm com os vossos?