24.6.10

A cor da felicidade

O que é a felicidade, perguntas-me tu?
Eu não sei. Nunca antes me interroguei. Mas de uma coisa tenho a certeza: Eu vivi-a. Ou para ser mais clara, eu vivi momentos de feicidade.
Para mim a felicidade não é qualquer coisa de abstracto, mas a acumulação de momentos felizes que a vida reservou. (...) São estes momentos luminosos e tantos outros, às vezes muito breves, mas sempre tão reais e tão essenciais como o sal e o arroz, que adoçam os rudes golpes do destino e que me fizeram sentir que, apesar de tudo, a vida vale a pena ser vivida (...)

Mas lembra-te disto: SE por acaso, já não me encontrares quando regressares, não chores. Põe no meu túmulo uma flor de romãzeira tão vermelha como a felicidade, e eu saberei que já cá estás...

Wei-Wei

3 comentários:

  1. ohh não tenho nada,escrevo o que sinto (:
    Que textinho tão fofinho $:
    Os momentos felizes com as pessoas que amamos são o melhor que temos (:

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem :)
    Eu começei ontem a ler um também. "A Alquimia do Amor"- Nicholas Sparks (:

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito