5.3.11

Meu amor

As palavras que dizemos pela rua fora não se gastam, todas as coisas estremecem só de murmurar o teu nome no silêncio do meu coração e nós temos tudo para afastar o frio de quatro paredes. Nos teus olhos eu encontro o mais rigoroso amor. Eu acredito em tudo o que dizes! Acredito, porque do teu lado todas as coisas são possíveis. Meto as mãos nos bolsos e encontro tudo, temos tanto para dar um ao outro. Quanto mais te dou, mais tenho para te dar. Como se tudo o que existe fosse meu. 
A felicidade existe, pois todos os dias ela nos sobe aos olhos, vem às mãos, aos sorrisos, ao amor que soletro solenemente sem gaguices, à paixão, à alegria consumida sem medos, às reticências amorosas que dão continuação à história. 
Os nossos sentimentos são um fio do puro acaso. Um desejo avassalador, inveja de muitos e orgulho de outros tantos. 

21 comentários:

  1. ahahahah querida :p
    adorei o texto, está mesmo bem escrito.

    ResponderEliminar
  2. adoro ver-te assim, toda apaixonada, juro que adoro *-*
    oh eu aproveito meu amor, amizades verdadeiras, hoje em dia, contam-se pelos dedos.

    ResponderEliminar
  3. estou a torcer por ti, sabes bem*
    sim, tu e eu :c

    ResponderEliminar
  4. sou tal e qual como és comigo, princesa (:
    a minha avo sempre me disse "é preferível ter poucos e bons, do q muitos q não prestam"

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito