3.4.11

Vamos saboreando o presente que a vida nos deu

Eu gosto que faças parte dos meus dias e gosto de fazer parte dos teus e gosto ainda mais de saber que é para toda a vida. E é em dias como estes que sinto o mundo quase a parar, como se só tu existisses e fosse a tua respiração a ditar a velocidade a que ele deve rodar.
Eu sinto que tu és a pessoa certa, porque a pessoa certa é aquela que quer mesmo ficar connosco e eu vejo nos teus olhos, sinto nos teus abraços e beijos, leio nos teus lábios que é realmente isso que tu queres. A pessoa certa é a que não faz tudo perfeito, que comete erros, que discute, não é a que olha todos os dias para nós, mas a que olha por nós todos os dias. A pessoa certa é aquela que a gente gosta com todos os defeitos chapados na cara. A pessoa certa é a que se dá a conhecer, sem medos. A pessoa certa, não é a pessoa que nos leva aos restaurantes caros, ou nos oferece um ramo de flores, mas sim a que nos leva comer um cheese natura ou que arranca uma flor do jardim. A pessoa certa não é aquela que nos acorda com um tabuleiro do pequeno almoço, mas sim que nos acorda cheia de beijinhos. A pessoa certa, não é que se tenta passar por perfeita, mas a que é perfeita nos mais pequenos pormenores. A pessoa certa, revela uma espontaneidade incomum. Tu és a minha pessoa certa. 
De repente, tudo aconteceu, bastou um instante, para nos cruzarmos por acaso e para nunca mais nos separarmos, e é então que percebemos que nada é por acaso, que afinal estar naquele sítio àquela hora era apenas a forma de nos aproximarmos e ficarmos mais felizes, mais completos. E agora vamos saboreando o presente que a vida nos deu quando nos cruzámos e decidimos que seria bom morar no coração um do outro. Porque namorar é isto mesmo, viver a dois. E nós conjugámos o verbo: estar, partilhar e viver sem pensar no que isso implica. 
Daqui a dez ou vinte ou trinta anos, terás perdido o cheiro a leite da pele, eu terei rugas e teremos os dois a cabeça a ser possuída por cabelos brancos, mas continuaremos a rir-mo-nos um com o outro, a estar presentes num jogo importante ou num baile, a alegrar a nossa vida, porque o tempo é incapaz de nos esbater os sonhos e nos roubar os ideais. 

16 comentários:

  1. obrigada minha querida :)

    também gostei muito do teu, está super fofinho*

    ResponderEliminar
  2. gosto tanto das vossas fotos :)
    parece que sim lú

    ResponderEliminar
  3. nota-se cumplicidade e principalmenre que se amam :o

    ResponderEliminar
  4. se se amam assim tanto lú, não deixes que se metam no meio e luta por ele até ao fim (;

    ResponderEliminar
  5. Anna, jamais alguém será capaz de o fazer. o que nos une é muito forte, para deixar isso acontecer. Estamos bem os dois, neste momento e é tudo o que me interessa. E sei que amanhã e futuramente estaremos assim, porque nada é forte o suficiente para nos abalar, apenas para nos unir. Já aguentamos muito. O amor, berra mais alto :D

    ResponderEliminar
  6. fico tão contente por te ouvir dizer isso minha querida (:
    mereces ser feliz! E tenho a certeza de que com ele vais ser :b

    ResponderEliminar
  7. ai que coisa lindaaaaaaaaaaaa*
    eu gosto muito de ti, e de ter ver assim : feliz.

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito