6.12.11

levarei sempre comigo

É impossível perceber quanto tempo passou mortífero ao nosso lado, mas pouco difícil de perceber é quantidade de vezes que ainda vamos ficar acordadas até ao amanhecer provavelmente sentadas no chão do teu quarto encostadas à tua cama com um copo cheio de tudo. Não é utopia nenhuma quando digo que vou estar presente em todos os momentos da tua vida, desde a notícia em que entraste na faculdade à tua formatura, desde o momento em que tu te casares ao momento em que terás um filho. 
Tenho o prazer de ter partilhado, de estar a partilhar e de ir partilhar contigo cada segundo do meu dia. 
E quando os nossos objectivos seguirem rumos diferentes, estarei sentada contigo num café para me contares pormenores do que estarás a viver e vice-versa. Vou dar churrascos, onde vou comer com as mãos e tu te vais rir como sempre. Vamos sentar-nos num passeio desconhecido para te ouvir cantar e provavelmente ainda iremos tirar fotos de boca aberta. E um dia voltaremos à polícia, ou ao esconderijo, só para termos a certeza de não nos termos esquecido de cada pormenor passado ao lado uma da outra. 
És a minha melhor amiga, aquela que levarei sempre comigo, e ainda assim tenho receio de perder o meu próprio reverbero. 

3 comentários:

Sinceridade é o único requisito