21.2.13

Two years

Foi numa tarde de Fevereiro que te vi. Tinhas o cabelo lindo e os olhos grandes, que de longe se viam. Fazia frio, mas nunca o meu coração se sentiu tão quente. Os lugares deixaram de ser iguais, e ensinaste-me amar uma alma desconhecida, que no entanto conheço tão bem hoje em dia. Tiraste os nós daquele novelo complicado e ele rebolou pela vida fora. Abanaste o meu mundo e as vivências entre nós cresceram a olhos vistos. A cada dia que passava rezava para que voltasses depressa e me ajudasses a escrever mais uma das páginas deste tão belo livro. Corremos juntos em direcção aquele céu pintado de um azul bonito com uma pinta amarela. Ensinaste-me a ver a nossa existência com os olhos do amor, tudo fez mais sentido. Os sorrisos ficaram maiores e os abraços mais fortes. Ensinaste-me a viver de ti, de nós e ainda hoje aquele novelo rebola pela vida fora.

11 comentários:

Sinceridade é o único requisito