11.4.13

Simples

As coisas mudaram. Não foram as pessoas, mas a vida delas. Os projecto, sonhos e desejos tornaram-se diferentes dos meus. Sei que sou uma pessoa apegada e deixo arrastar o inevitável fim durante tempos até que me apercebo que chegou a hora. Mas não acabou, simplesmente o tempo tornou-se escasso e já não somos umas miúdas que passavam horas a fio deitadas na cama a deitar conversa fora. Já não somos mais aquelas adolescentes sem responsabilidades que conviviam diariamente no secundário. As saudades que tenho da tua varanda da marquise onde passávamos a maior parte das noites, qual café qual quê, a tua casa era o nosso lugar predilecto. Crescemos e os sítios são diferentes, a tua casa tornou-se longe, e tu também. O afastamento aconteceu, claro, mas o sentimento continua aqui. Fico contente sempre que falo contigo, saber de ti deixa-me descansada. Sabes? Sempre terei um carinho enorme por ti, e tenho orgulho do que conquistámos, a forma como crescemos juntas. Estou aqui, independentemente do sitio, do tempo, da hora. Estou aqui, simples.

4 comentários:

Sinceridade é o único requisito