4.3.14

Tudo de bom em mim

 
Adoro o jeito que sorris, já te disse? Repito mil e uma vezes o que me agrada em ti (que é tudo) e digo duas mil vezes que te amo, porque não me cansa dizer a verdade, e com certeza não te cansa ouvi-la.
E a saudade é tanta, a partir do momento em que ouço o motor do carro a partir, e o vejo desaparecer na esquina. Porque quando se gosta, a falta que se sente quando não vemos a pessoa certa é muita. E os minutos que faltam para te ver de novo são contados ao segundo, e quando fecho os olhos sou capaz de te ver, de te cheirar, de te ouvir, e arrisco-me a dizer quase de te tocar... porque o amor que sinto em cada pedaço do meu coração é bem grande, e ocupa cada bocado do meu ser. Tu és tudo, tudo de bom em mim.

5 comentários:

  1. Já fechei os olhos e senti saudade, saudade do meu amor. Sinto exactamente o mesmo, quem fala assim tem de estar mesmo apaixonado. Acontece-me o mesmo, quando vejo o carro vermelho a desaparecer na curva. Fico a olhar para ele com a esperança de o poder ter mais um minuto ao meu lado porque mal o deixo de o ver sinto logo saudades... Ai já viajei :D Muito bonito mesmo, chegas-te ao meu coração sem dúvida alguma.

    ResponderEliminar
  2. O seu texto pode resumir com uma palavra: amor!!
    Abraços,
    Sandra

    ResponderEliminar
  3. Custa, mas nada que não se supere. A vida continua e há tantas coisas boas para além de ter um amor de alguém, como o amor por nós mesmos!!

    ResponderEliminar
  4. what a lovely picture :D

    WWW.PUTRIVALENTINALIM.BLOGSPOT.COM

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito