2.6.14

Uma carta de amor apaixonante

Querido João,
Eu sempre escrevi para ti, mais do que falar se calhar, mas é como eu me expresso melhor. Sempre escrevi para ti cartas de amor, que mais poderia ser?! Escrevo cartas de amor.
Eu sou feliz, por tudo o que me fazes viver, sabes? Sim. Estou feliz por saber o que é o amor, o que nos rouba o fôlego e nos impede de dormir, sendo que ao mesmo tempo nos faz sonhar a toda a hora, essa é a maior felicidade que um coração pode ter.
Nunca é tarde e ainda bem que não foi tarde para nós, e que aquele chuvoso dia de Fevereiro à três anos tenha tornado tudo isto possível.
E eu quero-te, ainda mais que ontem, mas menos que amanhã. Gosto de te ver, de te tocar e sentir que és meu. Bolas, como eu te amo mesmo, e como isso é tão bom.
Tenho a certeza que teremos a vida que sonhámos, repleta de filhos a babar o chão da cozinha com o chocolate dos crepes e cães correr pelo jardim das traseiras.
Eu quero-te, meu maior desejo. Quero que acordemos sempre e vejamos como a vida é esplêndida, que vejamos o que me ensinaste: o mundo é um lugar magnífico. Fizeste de mim uma mulher, amada e que ama com todas as células que tem no corpo.
Sei que posso ligar-te a dizer isto tudo sem te deixar falar sequer, poderia dedicar-te uma música numa estação de rádio, ou fazer com que um avião sobrevoasse o céu por cima de ti com uma frase feita, mas preferi fazer o que de melhor eu sei, e o que melhor me expressa: escrever, melhor ainda, escrever para ti.
Quero-te a toda a hora, toda a hora. Sabes? Fecha os olhos, entra no nosso mundo e somos completos. Vamos ter uma conversa séria e pelo meio interrompe-la com um longo beijo. Vamos discutir para depois irmos para os lençóis fazer as pazes.
Sabes o que mais aprendi eu contigo? Que a liberdade só existe quando o amor está presente. Quem se entrega totalmente, quem se sente livre, ama plenamente. E quem ama plenamente sente-se livre.
Quanto mais saudades tenho tuas, mais perto do coração ficam todos os sentimentos. Sempre que estamos longe, cada pessoa que passa na rua me faz lembrar de ti. O amor é mesmo isto uma presença constante de quem amamos. Sabes aquela sensação de concordância por parte do todo o mundo quando nos encontramos e nos apaixonamos? Eu senti, senti isso naquele dia chuvoso de Fevereiro, e sinto isso todos os dias que passam, porque tu fazes com que eu me apaixone por ti todos os dias, é isso que te torna ainda mais especial.
Tenho-te, e aproveito o que a vida tem de melhor ao teu lado, não fazemos o tempo perder tempo e agarramos o tanto que temos para viver.

Desta sempre tua,
Amo-te

2 comentários:

  1. sdd chegam a atormentar,mas o amor verdadeiro sobrevive.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  2. Espero que ele te escreva cartas tão lindas como tu a ele.

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito