7.2.15

Minha sanidade

 
Sabem aquela insanidade que parece passar-vos mesmo por entre os vossos dedos, querendo apanhar-vos na mais frágil fase? Quantas vezes é que essa insanidade já não me passou ao lado como se de um vento que roça o nosso rosto se tratasse.
És tu meu amor que me mantém sã. Dizer que és o meu porto seguro, a minha âncora.. nunca é demais. E eu amo cada pedacinho dessa segurança que me fazes sentir, cada pedacinho desse amor que me abraça tão forte que me impede de cair. Amo-te.

1 comentário:

Sinceridade é o único requisito