19.4.15

Como se os ponteiros do relógio parassem

Passa um minuto das seis da tarde, destino? Talvez. Não fosse esse o nome do blog, tu a inspiração e não fosse para ti que eu vim escrever. 
Eram cerca das duas menos tal quando me deixaste em casa, e com uma dor no coração te vi virar a esquina. Às vezes gosto de olhar para ti quando vais embora, por muito que isso me doa, mas saber que te vou ver de novo dá-me esperança. 
Este fim-de-semana disseste-me que cada vez te era mais difícil ficar longe de mim, e que todas as noites ansiavas que eu estivesse lá ao teu lado, para que todas as coisas menos boas do dia parecessem não existir, e como eu te percebo meu amor, não fosse eu ansiar o mesmo. Quando estou contigo parece que ficamos só nós, apaixonados, amados, ali, nós, juntos, como se não houvesse mais nada. Como se os ponteiros do relógio parassem e o tempo nos deixasse ficar ali até sempre.

6 comentários:

  1. A magia de alguém fazer parar o tempo do mundo inteiro é indiscritível, não é? :)

    ResponderEliminar
  2. E que assim seja por muitos e muitos mais anos :)

    ResponderEliminar
  3. Como se tudo naquele momento desaparece e vosso apenas o mundo de duas pessoas.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Tenho alguem que faz meu tempo parar (meu noivo rsrs) e durante cada palavra sua me lembrei delel. Isso que é texto bom!! amei!!

    bjuuu

    http://patibborba.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Gostei bastante do que escreveste e por acaso são mesmo quase seis horas.
    Existem pessoas pelas quais o tempo devia mesmo parar.
    Beijo.
    http://coisinhasdamiia.blogspot.pt/?m=1

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito