8.4.15

Crónica das sandálias

 
Objectivo cumprido, ufa. Só acabei à bocado de arrumar tudo, dá para acreditar? Andei 
basicamente o dia todo nisto.
Camisolas para ali, casacos para acolá, calças... lá esvaziei meio roupeiro e enchi cerca de quatro sacos pretos para dar. O guarda-vestidos ficou mais bonito, organizado, levezinho e já consigo fechar em condições as gavetas da cómoda. Até fiz arrumação a bijuteria, roupa interior.. por aí. Está-se mesmo a ver a trabalheira, certo?
Chegou aquela parte em que era a hora de arrumar o calçado, tenho imenso e não vale pena pois a maior parte não uso. Seleccionei as botas, escolhi as sabrinas, até que era a vez das sandálias. - Mãeeeeeeeee, onde estão as minhas sandálias? Pois, boa pergunta, onde estão as minhas sandálias. Chegamos à conclusão que não estavam em lado nenhum. O meu quarto estava mais que revirado, no da minha mãe nem sinal e no do meu irmão muito menos. Até que perguntei à minha mãe onde estava uma mala de viagem onde elas estavam guardadas e ela me diz que deitou fora porque já estava velha. Eu já estava a ferver, e quando fico stressada/irritada as lágrimas tomam conta dos meus olhos, não sei se vocês são assim, mas eu sou.
Parei um bocado, descansei, respirei.. estava exausta. Sentei-me no chão do meu quarto, visto que estava tudo em pantanas, era basicamente o único cantinho disponível. Até que a minha mãe se lembrou que a mala tinha duas bolsas e que não verificou uma e que (muito) provavelmente elas estariam lá. Ok, para aí vinte pares das minhas únicas, lindas, amadas.. sandálias, puff, desapareceram. Podiam ter sido as botas, mas com a sorte que tenho foi o meu calçado favorito. E deixem-me estar calada, que ainda me ouvem lá em cima e desaparece-me o resto também. 
Só espero que elas tenham ido parar a algum sítio que faça falta, e havaianas sejam bem-vindas ao meu mundo, visto que não tenho sandálias nem dinheiro para comprar novas.
E peço desculpa pela extensão do texto, mas foi um desabafo, e um desabafo daqueles.

4 comentários:

  1. Oh que coisa terrível! Imagino como deves estar nervosa, no teu lugar também estaria!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  2. Imagino o que deves ter sentido :o Se eu perdesse os sapatos que mais gostava acho que ficava em brasa! Aos poucos vais comprando novas sandálias :)

    ResponderEliminar
  3. eu gosto de fazer esse tipo de arrumações ! encontro coisas que já nem me lembrava que tinha!
    R: é dificil :s

    ResponderEliminar
  4. Quando perdemos ou não encontramos aquilo que gostávamos é quase uma tragédia.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito