29.6.15

Fazer da vida uma coisa tão boa, tão bonita

Alguém daqui viu aquela reportagem na TVI sobre o senhor João Almiro e a sua causa? Pois bem, eu ouvi diversas pessoas falarem acerca do assunto, e gostei do senhor, mas sinceramente não me tinha dado para ver a reportagem, visto que a tinha perdido no dia em que passou na TVI. 
Ontem estava a ver o jogo da Copa América (Brasil-Paraguai) e no intervalo o João decidiu fazer Zapping. Ao passar de canal para canal acabamos na TVI 24, estava a dar a tal reportagem e o João ficou curioso. Não vimos do início, mas vimos até ao fim, e aconselho-vos a ver, toca-nos o coração. 
Por muito que tenha espírito de ajuda e gostasse de ajudar todas as pessoas que eu pudesse, fazia disso a vida se fosse possível, sou do tipo de pessoas que ajuda um velhinho a atravessar a rua, cede o lugar no autocarro a alguém cansado, tenta no seu dia ter um acto de bondade, a verdade é que não sei até que ponto é que faria o que ele fez. Ajudar todos os excluídos da sociedade, acolhe-lhos, dar-lhes um rumo à vida. Ele fez da vida dele uma coisa tão boa, tão bonita. E tal como ele disse não é só ele que lhes dá, eles também lhe dão. 
 São mais pessoas destas que fazem falta ao mundo, e de quem o mundo sente falta.

9 comentários:

  1. Não vi, mas admiro imenso esta gente!

    ResponderEliminar
  2. Fiquei curiosa, tenho de ver essa reportagem!
    Um dos meus sonhos de vida seria largar tudo e fazer voluntariado em Africa, desde pequenina que penso nisso. Seria feliz, disso eu sei!

    ResponderEliminar
  3. Por acaso vi a entrevista a meio e depois resolvi ver de inicio, pessoas como aquele senhor são de fazer a vénia e levantar lhe o chapéu aquilo sim é um exemplo de vida e de força mas também um exemplo se ser humano.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Confesso que não conhecia... vou tentar ver essa entrevista...

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  5. Eu também não vi a reportagem toda, mas vi uma boa parte.
    Acho que o senhor é aquele tipo de pessoas completamente boas, mas também tem um pouco de loucura, é preciso ser um pouco louco, ou mesmo um anjo, para acolher todos aqueles que são excluídos da sociedade.
    Eu estou contigo, por muito que seja boa pessoa e que goste de ajudar os outros nas pequenas coisas do dia-a-dia, assim como tu disseste, não teria a loucura necessária para acolher todas essas pessoas.
    Mas ainda bem que existe gente assim neste país!
    Beijinhos.
    http://mariacrescida.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Já ouvi falar dessa reportagem mas ainda não a vi. O mundo precisa de mais pessoas que dêem sem pedir nada em troca!

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que ainda existem pessoas assim.

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito