28.3.16

Mil amores e uma cidade IV

Nunca antes se tinham visto e agora parecia que passavam a vida a esbarrar. Curioso, mas ela não se importava, agora parecia que a própria ficava naquela ânsia de ver o Vicente.
O mundo tinha parado mais uma vez, mas só para a Ana, a amiga dela continuava a falar até que se percebeu que a Ana não estava a apanhar nenhuma. Chamou-a vezes sem conta, até que esta acordou do seu pequeno pensamento e os seus olhos finalmente se conseguiram desviar do Vicente.
A Ana sorriu e pediu desculpa, mas naquele momento a sua atenção tinha sido roubada, tal como o seu coração, mesmo sem saber.

5 comentários:

Sinceridade é o único requisito