30.9.16

Caixote da vida

Quando fazemos mudanças guardamos tudo em meia dúzia de caixotes. E não é triste, ver que a nossa vida cabe ali, em tão pouco? O melhor disto é que a vida não são apenas os objectos, os móveis e as roupas que connosco carregamos para um novo espaço, o melhor disto são as memórias e as recordações que andam sempre connosco, independentemente de caberem ou não na nova casa. Tudo isto é transportado por nós, guardado no melhor local do mundo, o coração, o verdadeiro caixote da vida. Onde podemos, tal como nos outros caixotes, guardar apenas o que queremos, ou seja, o que de melhor que temos. 

6 comentários:

  1. Eu mudei-me em Maio e ainda tenho mais de metade das minhas coisas em casa dos meus pais... achei que eram muitos caixotes ;) Mas tens razão, as coisas mais importantes da vida não se transportam em caixas!

    ResponderEliminar
  2. Não é fácil guardar só o que de melhor temos...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. Sei bem do que falas! Passei a minha vida a mudar de casa e, ainda hoje, ando sempre a saltar de casa do meu pai para casa da minha mãe. É incrível a quantidade de coisas que tenho guardas e que, no fundo, não passam de memórias.
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderEliminar
  4. Ando numa de arrumações e caixotes não faltam.

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. É mesmo isso, as melhores coisas da vida vão sempre connosco para todo o lado <3
    Beijinhos
    Cláudia Ralha
    http://www.oprazerdacozinha.com

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito