20.6.17

Por inteiro, estou de volta

(fotografia da minha autoria)
Parece um cliché daqueles bem típicos dizer "ah, e tal, a vida tem sido complicada!", mas a verdade é que a vida até tem sido conduzida com leveza e serenidade, apesar destes últimos quatro meses de faculdade, deste segundo semestre, terem sido extremamente esgotantes. O que deveria ter sido distribuído por dois semestres, acabou por se concentrar num só, e aos trabalhos e frequências, às aulas que faltei para ficar a estudar, juntou-se o estágio. Tudo isto significou uma redução brutal de tempo para mim e para o que mais gosto. Admito que cheguei a por em causa o que tudo isto significava, na verdade, para mim. Desanimei, berrei, esperneei, esgotei. Porém, todos estes esforços, que às vezes nos roubam o brilho e a paixão, acabam por valer a pena. É com essa lição que renasço destes meses duros. Nós é que decidimos o que fazer com o que nos é oferecido. Acredita nisto, ao contrário do que te possam ter dito: se a vida te der limões, não és obrigada a fazer limonada, podes fazer outra coisa.
Quase quatro meses afastada deste meu refúgio, deste canto que é tão meu quanto vosso, como sabem, é também para vocês que escrevo, com o desconhecimento de algumas notas, e com um pé no terceiro ano, posso dizer: estou de volta, e como vocês merecem, por inteiro. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sinceridade é o único requisito