15.11.12

voz secreta

Não é a inércia que me impede de alterar este meu repouso em ti, mas sim a vontade própria. Esta impressão viva de te querer, de não te amar em vão. Esta densa vontade de te ter, esta singularidade de seres meu.
Somos eternos amantes. Somos amantes internos. Somos uma paixão, sabemos nós que é verdadeira. Somos dignos, honrados por corações pertencentes. Somos peças que encaixam e sorriem. De amor estamos alimentados. De amor nos alimentamos um ao outro. Sussurro... Um amor não decifrado, mas bem guardado na porta desta voz secreta denominada coração.

20 comentários:

  1. Ahhh já percebi do que falas querida

    ResponderEliminar
  2. Já princesa e é tão bom ver que as pessoas têm essa ideia do blog :)

    ResponderEliminar
  3. És uma simpatia. Eu também gosto do teu :)

    ResponderEliminar
  4. Nem eu, tomara que não me desejam mal a mim querida, quanto mais perder tempo a desejar mal a alguém, nem às pessoas que não gosto.

    ResponderEliminar

Sinceridade é o único requisito